SEMPRE MÚSICA . . .

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

[] Anne Murray [1945]

Aqui no Brasil ela nunca foi muito conhecida, a não ser lá por 1978 com a música “You Needed Me”, que tocou nas FM’s e era uma balada meio country, meio melancólica, bem ao estilo de Anne Murray.

Para muitos, sua fama de típica representante canadense no mundo musical, só é comparada à de Gordon Lighfoot e Joni Mitchell, ambos canadenses e de fama internacional há várias décadas.

Anne sempre morou no Canadá, e faz questão disto. Atualmente vive em Toronto, é uma artista muito respeitada pelo público e pela comunidade, não só por suas atividades artísticas, mas também pela sua dedicação a causas sociais e tudo que se referir a atividades beneficentes.

Foi também a primeira artista mulher canadense a conseguir um primeiro lugar nas paradas de sucessos oficiais dos Estados Unidos.
É creditado a ela o feito de ter aberto portas e tornado mais fácil o caminho para artistas canadenses que vieram depois e ganharam o mundo, como por exemplo Céline Dion, Sarah McLachlan e Shania Twain.

Seus disc
os já venderam mais de 54 milhões de cópias pelo mundo, tem vários discos de ouro, de platina e multi-platina.
É também a primeira mulher a vencer o título de “Álbum do Ano”, concedido pela respeitada entidade “Country Music Association Award”.

Seu primeiro disco foi gravado em 1968, quando iniciou a carreira artística, depois de haver se formado como professora de educação física e ter dado aulas por algum tempo...
Mas a música sempre foi seu sonho e sua meta, pois desde muito pequena, estudou piano e tinha lições de voz e canto, para aperfeiçoar a dicção.

Filha de um médico e de uma enfermeira, Anne é mãe de dois filhos adultos; William, que é um programador de computadores e trabalha para o governo de Ontário, e Dawn, também compositora e cantora, participando de vez em quando de algum disco de sua mãe...

Anne Murray sempre foi fiel a seu estilo, uma espécie de fusão do country com a balada pop romântica, sempre enfatizando a beleza das melodias e acordes melancólicos de guitarras e violões acústicos, típicos da “country music”.

Conheço alguns discos dela, mas tenho uma predileção enorme por um cd que ela gravou em 1993 chamado “Croonin’”.

Este disco, segundo o que ela mesma diz, é uma viagem sentimental ao tempo em que ela era apenas uma ouvinte, é uma homenagem às cantoras de várias épocas, que imortalizaram sucessos eternos.

São músicas na maioria, do seu tempo de adolescente; outras já existiam antes mesmo de ela nascer...

É uma homenagem a estas mulheres que por décadas encantaram a artista e a muitos de nós, com suas vozes e suas músicas, que ficaram
até hoje em nossas mentes, nossos ouvidos e nossos corações.

Em “Croonin’’ , Anne Murray homenageia Doris Day, cantando “Secret Love” e Peggy Lee, cantando “Fever”.

Relembra Susan Barrett cantando “Old Cape Cod” e Jo Stafford, com “You Belong To Me”.

Rosemary Clooney é carinhosamente homenageada com uma interpretação emocionante e emocionada de “Hey There”, e Julie London , com seu eterno “Cry Me a River”...

O cd “Croonin’” tem:

@ Old Cape Cod
@ The W
ayward Wind
@ Secret Love
@ Fever
@ When I fall in love
@ Allegheny moon
@ You belong to me
@ Born to be with you
@ True love
@ Teach me tonight
@ Cry me a river
@ Make love to me
@ Hey there
@ It only hurts for a little while
@ I’m confessin’/ I’m a fool to care
@ Wanted
@ I really don’t want to know
@ Moments to remember

(@) selo “Capitol”/ importado / 1993

2 comentários:

Adriana disse...

A ínica música conhecida é realmente You Needed me.Foi bom saber mais!

odilon disse...

Além da belíssima homenagem prestada no disco, ela não deixa nada a dever as suas homenageadas. Todas as faixas estão um espetáculo.