SEMPRE MÚSICA . . .

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

[] Viva a Itália !

Sim, viva a Itália pelo céu, pelo sol e pelo mar, por um azul-tirreno tão Tirreno...
Viva a Itália por Caruso, por Visconti, por Antonioni.
E claro, viva a Itália por Monica Vitti, por Rosalba Grottesi e as fotonovelas que estrelava.
Viva a Itália por Fellini, por La Massina e pelas "Noites de Cabiria", viva... Viva "La Fontana de Trevi" com Anita Ekberg linda e loira. Viva as trilhas de Ennio Morriconi e Nino Rotta. Viva "C'era Una Volta L'west" e as cores da Toscana.

Pela pizza em pedaços sendo devorada caminhando na avenida e nem aí pro mundo, viva!
Viva a Itália por Sophia Loren, por seu Carlo Ponti, por Rossellini e seu neo-realismo... viva sim, como não?

Che m’importa del mondo? Viva a Itália por Rita Pavone, pelo "Candelabro Italiano", pela "Lambretta" que o Troy Donahue usou no filme, pela cidade cheia de “scooters” pilotadas por gente elegante e desinibida. Onde anda Gigliola Cinquetti? Dio, come ti amo...

Viva a Itália por Da Vinci , sua Firenzi e pelo teto da "Sistina". E obviamente, viva a Itália por Nilla Pizzi, por “La Colomba”, "Grazie dei Fiori", sua "L'ultima Beguine" e todos os Festivais de San Remo que venceu. Viva a Itália por Domenico Modugno e seu “Volare”, nel blu dipinto di blu , cada vez mais blu... ogni giorno di più...

Sim, sim, sim, e viva a Itália por Mina, la grande Mina Mazzini e seu “E se domani”, seu “Studio Uno”, seu “Sabato Sera” tendo Patty Pravo como convidada e Ornella Vanoni sempre elegante cantando “Tutta la gente del mondo”.

E viva a Itália também por Iva, a grande Zanicchi e sua gargalhada tão sonora quando a de Raffaella, La Carrà e seu “Caramba che fortuna !”... "Com' é Bello far L'amore dal Trieste in giù" , "0303-456"...
E não poderia deixar de dizer um Viva pela melancolia de Endrigo, de Fidenco, pela vitalidade de Morandi e um viva especial pela beleza de Catherine Spaak, pelo talento dramático de Anna Magnani, pelo ar aristocrático de Silvana Mangano e pela eterna e sempre bela Lollobrigida. Viva sim, Itália !

Viva, e sempre viva a Itália por aquele céu vermelho, laranja, azul e violeta de mil tons àquela hora na "Piazza di Spagna" aqueles milhões de celulares e mais “scooters”, muitos mais...

Viva também pela “Casa Mia” de Milão, pela atendente simpática que tentou falar português numa sorveteria em Maiori e pelo melhor sorvete de banana que já tomei.

Pela visão deslumbrante de Positano, quase um desaforo, viva. Viva sempre!
Viva a Itália pelas folhas no chão na Villa Borghese, pela “fermata” no metrô de “Colli Albani” em Tuscolano.
Viva a Itália, claro, por Elsa Martinelli, eternamente de camiseta molhada do mar, por Claudia Cardinale, Gianni Versace e a clássica Fiat “cinquecento”, tão básica, tão clássica e necessária quanto a nossa “BIC”... e os perfumes do Armani? Viva !

Viva sim, mas um viva com veemência por aquela velha dormindo no banco na praça em Sorrento, com aquele golfo escancarado, desaforadamente, e a velha dormindo despudorada, com a cabeça pendendo para trás. Sem dúvida nenhuma, Viva Itália por Lucio Dalla e seu "Caruso"...te voglio bene assaje. E Pavarotti, Claudio Villa e sua "casa in cima al mondo" ? Viva, ora!

Viva a Itália pelo vinho, pela macarronada, seja lá qual for, pelos molhos, sejam lá quais forem, pelas mamas, pelas nonas, pela mulher do cafezinho no parque público de Milão. E também por aquela manhã luminosa e ensolarada às margens do Tibre...

Pelos executivos de ternos impecáveis, com mochila nas costas e bicicleta, viva também. Viva a Itália até por uma ida à Capri que não aconteceu, por culpa de um tremendo mal estar físico...não faz mal, Viva mesmo assim !!! Um Viva especial pelo lago em Bolsena, tranqüilo, e aquele caminho sossegado e arborizado até o restaurante. Viva!

E finalmente viva a Itália por todas as outras coisas que eu não citei e principalmente – para mim – viva a Itália por ter contribuído a vida inteira de maneira decisiva, definitiva e sem volta, pelo meu amor por música, e por todas as pessoas envolvidas neste processo maravilhoso de criação que toca não só os ouvidos, mas o coração também.
Então, viva a Itália, claro. Para sempre.

4 comentários:

Otávio disse...

Um tour italianíssimo! Eu já vi este filme!

Eu realmente, como fotógrafo oficial do grupo, vi este filme! Com toda sua beleza e colorido.

Adriana disse...

Primoroso.Belissímo,superbo viaggio,è un bravo musicale!viaggio di piacere.

eduardo disse...

belíssimo !!!!!

odilon disse...

E Viva o Roberto!
Por todo este saudoso Viva a Italia! Pelo passeio despudorado pela bota mais linda do mundo, por seus lugares, gentes, músicas e lembranças. Que enchem todos os cinco sentidos.