SEMPRE MÚSICA . . .

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

[] Natalie Cole, Still Unforgettable ! !

Felizmente não é apenas mais uma continuação oportunista, como já é comum no mundo artístico, principalmente no mundo musical, ou seja, um artista lança um disco que faz sucesso, e menos de um ano depois, lança um segundo volume, um terceiro, um quarto, X,Y e Z...

Menos mal, quando esta seqüência de lançamentos é bem feita, honesta, assumidamente comercial....sim, é justo, pois afinal a industria do disco deveria viver de vendas, puras e simples.

Mas infelizmente o que se vê na maioria dos casos, são trabalhos lançados em série, descuidados, quase pobres, só mesmo para pegar o ouvinte do disco anterior ainda pretensamente embevecido e satisfeito, para lançar um outro, com as sobras de estúdio, pedaços e restos de músicas que não passaram na primeira seleção...

Em outras palavras, um refugo requentado, com uma capa alegrinha e um texto – quando tem- exaltando o “enorme sucesso” do disco anterior, e que a gravadora “se viu obrigada” a não “privar” o público deste artista de “enorme talento”, e blábláblá...

É chato? É, quase horrível, mas acontece...that’s life, baby...

STILL UNFORGETTABLE, o mais recente disco de Natalie Cole, poderia ser arquivado neste escaninho acima, não fosse uma série de pontos que merecem uma ponderação:

Ela esperou 17 anos para lançar um outro disco
com a atmosfera daquele longínquo UNGORGETTABLE, de 1991, onde ela cantava exclusivamente o repertório do pai, Nat King Cole, que morreu quando Natalie tinha apenas 15 anos.

Mesmo usando praticamente a mesma fórmula, e não há mal nisso, pois tem até um outro dueto com o pai, tecnicamente impecável, numa demonstração de que se pode fazer coisa boa sim. É só se cercar de gente competente e com sensibilidade.

Neste novo disco, Natalie não canta somente os hits do pai, mas sim, clássicos do songbook americano, músicas que estão na memória e nos corações daqueles que gostam do gênero. E eu sou um desses. Portanto, só posso dizer que fiquei muito animado com a produção deste disco e com o conteúdo.

01= walkin’ my baby back home [dueto com nat king cole]
02= come rain or come shine
03= coffee time
04= somewhere along the way
05= you go to my head
06= Nice ‘n’ easy
07= why don’t you do right ?
08= here’s thar rainy day
09= but beautiful
10= lollipops and roses
11= the best is yet to come
12= something’s got to give
13= until the real thing comes along
14= it’s all right with me

Como deu para notar, são canções de grandes autores, como Cole Porter, Johnny Mercer, Jimmy Van Heusen, Harold Arlen e imortalizadas por gente como Billie Holiday, Bing Crosby, Carmen McRae, Frank Sinatra, Tony Bennett e Johnny Ray.

Com uma voz como a de Natalie, impressionantemente cristalina e clara, compositores como os que citei acima e intérpretes como estes grandes nomes, seria quase impossível um disco como este não ser no mínimo excelente. Destaque para músicos, arranjadores e para a produção da própria Natalie.

Procure ouvir, pois com certeza você vai gostar!


2 comentários:

Adriana disse...

Gostar?? Eu simplesmente amo!!!

É muito bom ouvir o que agente gosta!

Anônimo disse...

Thanks for the informative information - I enjoyed reading it! I always enjoy this blog. :) Cheers, mother giving birth video